O amor é bondoso

13:29 Irismar Oliveira 0 Comments


O amor tem faces?

O amor gera a vida; o egoísmo produz a morte. A psicologia mostra hoje com toda clareza que as graves perversões morais tem quase sempre como causa principal uma frustração de amor. Os jovens se encaminham para as drogas, para o sexo vazio, para o alcoolismo e para tantas violências, porque são carentes de amor, desnutridos de amor. A pior anemia é a do amor. Leva à morte do espírito. Ninguém pode ser feliz se não for amado; se não fizer uma experiência de amor.

Se isto é importante na infância e na adolescência, também na vida conjugal isto é verdade.E esse amor conjugal começa a ser aprendido e treinado no namoro. Na longa viagem da vida conjugal, que começa no namoro, você precisa levar a bagagem do amor. Você amará de verdade o seu namorado, não só porque ele é simpático, bonito ou porque é um atleta, mas porque você quer o bem dele e quer ajudá-lo a ser ainda melhor, com a sua ajuda. Muitas vezes você quis e procurou uma namorada perfeita, ou um rapaz ideal, mas saiba que isto não existe.


A primeira exigência do amor é aceitar o outro como ele é, com todas as suas qualidades e defeitos. Só assim você poderá ajudá-lo a crescer, amando-o como ele é. Alguém já disse que o amor é mais forte do que a morte, e capaz de remover montanhas. O amor tem uma força misteriosa; quando você ama o outro gratuitamente, sem cobrar nada em troca, você desperta-o para si mesmo, revela-o a si mesmo, dá-lhe ânimo e vida, ressuscita-o. É com a chama de uma vela que você acende outra. É com a doação da sua vida que você faz a vida do outro reviver. Desde o namoro você precisa saber que “amar não é querer alguém construído, mas construir alguém querido.”

É claro que um casal se aproxima pelo coração, mas cresce pelo amor, que transcende os sentimentos e se enraíza na razão. Todo relacionamento humano só terá sentido se implicar no crescimento dos envolvidos. De modo especial no namoro e no casamento isto é fundamental. A ordem de Deus ao casal é esta: crescei. Deus não nos dá uma ajuda adequada para curtirmos a vida a dois; mas para crescermos a dois.



Isto vale desde o namoro. E o que faz crescer é o fermento do amor. Ninguém melhor do que São Paulo expressou as exigências do verdadeiro amor: “O amor é paciente, O amor é bondoso. Não tem inveja. O amor não é orgulhoso. Não é arrogante. Nem escandaloso. Não busca os seus próprios interesses, Não se irrita, Não guarda rancor. Não se alegra com a injustiça, Mas se rejubila com a verdade. Tudo desculpa. Tudo crê, Tudo espera, Tudo suporta. O amor jamais acabará”
 (1Cor 13, 4-7).

Medite um pouco em cada linha deste hino do amor, e pergunte a você mesmo, se você está vivendo isto no seu namoro. Você é paciente com a namorada ou não, sabe se controlar diante dos defeitos dela? Você é bondoso para com ele, ou será que algumas vezes exige vingança, e quer ir à desforra por causa de algo que ele fez e que você não gostou? Ser bondoso é saber perdoar, é ser compreensivo e tolerante, sem ser conivente com o erro, claro.




Será que você tem inveja dele porque ele a supera em certas atividades? Será que você é um namorado orgulhoso, que acha que só por ser homem já é suficientemente superior a ela? Se você não admite ser ultrapassado pelo outro nas coisas boas, saiba que você não o ama de verdade; pois, quando se ama queremos que o outro seja melhor que nós.

Será que você não é arrogante, que se acha superior ao outro, e que quer sempre impor a sua vontade? Até que ponto você permite que a presunção o domine, fazendo-o achar-se o bom?

Saiba que a arrogância e a prepotência atravancam o caminho do amor e do crescimento do casal. Será que você é escandalosa, e parte para a chantagem emocional para conseguir aquilo que você não consegue pela força dos argumentos?

Saiba que a gritaria é muitas vezes a linguagem dos fracos, que agem assim por falta de razões.
Será que você é egoísta no seu namoro, e ele tem que fazer tudo o que você quer? Aqui está a pedra de tropeço principal para muitos casais.



Uma vez que o egoísmo é o oposto do amor, um casal egoísta pode ser comparado a duas bolas de bilhar: só se encontram para se chocarem e se afastarem em sentidos opostos…

Será que você é daquelas que vive mau humorada ou que derruba o beiço por qualquer contrariedade? Será que você é daqueles que se irrita por qualquer coisinha dela que não esteja do seu gosto? Você perdeu a linha porque ele se atrasou quinze minutos? Você deixou o seu namoro azedar porque ele olhou apenas um instante para a outra moça que passou ao lado?

O amor não se irrita, não xinga, não ofende, não grita! O amor não guarda rancor, diz o apóstolo. É claro que haverá no namoro momentos de desencontros. São normais os pequenos desentendimentos.

É fruto das diferenças individuais e das circunstâncias da vida. O feio não é brigar, mas não se reconciliar, não saber perdoar, não saber quebrar o silêncio mortal e manter o diálogo.

Para evitar as brigas e desentendimentos é preciso saber combinar as coisas. O povo diz que aquilo que é combinado não é caro. Aprendam a combinar sobre o passeio, sobre as atividades que cada um gosta de fazer, etc… É preciso dizer aqui que a face mais bela do amor é a do perdão. Você tem o direito de ser perdoada, pois errar é humano; mas tem também o dever de perdoar quando ele errar e pedir perdão.

O gesto mais nobre de Jesus foi o de perdoar os algozes que o crucificavam. Não pode haver futuro para um casal que não sabe se perdoar mutuamente. Esta é a maior reserva de estabilidade para o casal. Outra face bela do amor é a fidelidade. Ser fiel ao outro não quer dizer apenas não ter outro parceiro; é muito mais do que isto, é ser verdadeiro em tudo. É não tapear o outro em nada. É não ser fingido, mascarado ou dissimulador.



 Se você mente para a sua namorada saiba que está destruindo o amor entre vocês. Nada é mais fatal para o amor! A mentira gera a desconfiança; a desconfiança gera o ciúme; o ciúme gera a briga e a separação. Ser fiel ao outro é saber respeitá-lo, defendê-lo, e não traí-lo de qualquer forma, seja por pensamentos ou palavras. Se você fizer dos seu namoro uma brincadeira de esconde-esconde, você estará brincando de amar, e isto é muito mal. Portanto, quebre toda falsidade, dissimulação e fingimento, porque isto destrói o amor.




A mentira tem pernas curtas, diz o povo; ela logo aparece, e quando isto ocorre deixa o mentiroso desqualificado, e não mais digno de confiança. Desde o namoro é preciso ter em mente que a beleza do amor está exatamente na construção da pessoa amada. É uma missão para gente madura, com grandeza de alma. Construir uma pessoa é educá-la em todos os aspectos, e isso é uma obra do coração. O amor tudo suporta, tudo crê, tudo espera; o amor não passa jamais. Não há o que o amor não possa fazer. Quando não ajudamos o outro a crescer é sinal de que o nosso amor por ele ainda é pequeno. Se o seu namoro não for um exercício constante do amor, ele ficará vazio, monótono, e sem sabor. E como a natureza tem horror ao vácuo, este vazio será preenchido por desentendimentos e brigas.

Namorando se aprende a amar, mas amando se aprende a namorar.


( Autor do artigo: Prof. Felipe Aquino -  Livro Namoro) 
Fonte da imagem: Google

0 comentários:

Algumas pessoas vão sair da sua vida.

19:17 Irismar Oliveira 0 Comments

Mulher


Não queira de volta quem poderia ter ficado e preferiu partir



Ficarmos presos emocionalmente, de alguma forma, a alguém que já saiu de nossas vidas, será danoso ao nosso seguir adiante, pois o peso do que é mal resolvido atrapalha a nossa clareza quanto às novas possibilidades que existem por aí.



Por mais que desejemos permanência, por mais que nos doemos, que compartilhemos, que nos disponhamos a dividir o nosso melhor com alguém, algumas pessoas simplesmente sairão de nossas vidas, sem motivo aparente. Amigos ou amores, não poderemos estar seguros de que continuarão caminhando conosco por toda a nossa vida. E isso dói.






Dói o afastamento, seja forçado, seja natural, seja por qual motivo for. Seremos obrigados a nos separar de quem amamos muito, muitas vezes porque a vida assim nos obriga, após o término da escola e da faculdade, quando mudamos de emprego, de casa, de cidade, de planos. Somos todos os momentos que nos preenchem e que devem ser sorvidos enquanto acontecem, porque tudo passa, mas o que fica dentro de nós faz toda a diferença em nosso prosseguir.




Por outro lado, também existirão aqueles que irão embora à nossa revelia, que poderiam ficar, pois queríamos que ficassem, mas, mesmo assim, preferirão nos deixar para trás. Ninguém tem a obrigação de ficar onde não quiser, porém, quem fica também não terá o dever de aceitar a partida alheia, a ponto de voltar a receber de volta quem deixou para trás nada mais do que mágoa e decepção. Teremos que aceitar a decisão de quem foi, para que sobrevivamos, mas resguardando, sempre, a nossa dignidade.





Ficarmos presos emocionalmente, de alguma forma, a alguém que já saiu de nossas vidas, será danoso ao nosso seguir adiante, pois o peso do que é mal resolvido atrapalha a nossa clareza quanto às novas possibilidades que existem por aí. Portanto, é preciso deixar ir quem não quiser mais ficar, embora doa, ainda que machuque, mesmo que leve junto um pedaço da gente. Só não devemos ficar esperando voltar quem quis partir, pois isso acaba com qualquer autoestima, emperrando a felicidade de quem quer que seja.



Embora, muitas vezes, haja reencontros que fazem bem, após um tempo de separação em que ambas as partes se aprimoram e maturam os sentimentos dentro de si, tornando-se, então, prontos para se abraçarem com verdade e despidos de rusgas que já se digeriram em favor de uma volta benéfica, a maioria das separações deverá ser encarada como um fim necessário para um recomeço mais feliz. Trata-se, nesses casos, daquela velha história: se não quis sob chuva, que não volte quando houver sol. Porque certas pessoas simplesmente não mudam. Jamais mudarão.

( Autor Marcel Camargo)



Veja também:



0 comentários:

Pessoas intensas fazem muito barulho.

21:02 Irismar Oliveira 0 Comments

pessoas


Sempre tenho um olhar observador (estudar)
para as pessoas intensa e exageradas em
expressar sentimentos para os outros.

É fácil identificá-las. Elas fazem muito
barulho.




Pessoas intensam não me impressionam.
E nem por isso impeço que elas se aproximem
nem tão excluo elas da minha vida

Elas fazem isso muito bem.

Aprendi a lidar as pessoas dando liberdade
para que elas ao longo do tempo, mês
ou dias digam para o que vieram,
elas sempre dizem.





Ao observando essas pessoas
que percebo que o que elas tem
intensidade tem de superficialidade.

Elas vão ao extremo muito rápido
hoje te ama, amanhã não sabe
quem é você na fila do pão.




Pessoas intensam te "amam" muito rápido,
elas expressam o que sentem de uma forma
tão intensa que faz com que alguns
acreditem no que falam.

Geralmente essas pessoas fazem
um estrago por onde passam.

Pois...
Elas são como aquela criança
que está brincando com um brinquedo,
e assim que contemplam um novo
largam sem nenhum problema
aquele que por ele brigou.


Não seja precipitado em dizer para alguém
o que ela significa para você nem tão 
pouco em acreditar no que falam para

você. 


Em ambos os casos você vai
se decepcionar.


( Autor Irismar Oliveira)



0 comentários:

Tem gente que expulsa todo mundo da sua vida

20:32 Irismar Oliveira 0 Comments



Muitas pessoas estão sozinhas porque conseguiram expulsar todo mundo da sua vida!


Conseguiremos conviver somente se estivermos dispostos a abrir mão de algo, a analisar nossa parcela de responsabilidade no que acontece, a ouvir alguém que não seja nós mesmos. Relacionamentos requerem compartilhamento, entrega, empatia e altruísmo, ou sempre haverá um lado da balança pesando demais.

Estar sozinho pode ser uma opção, pois existem pessoas que não sentem solidão e conseguem lidar muito bem com uma vida solitária, inclusive nem procuram alguém. Por outro lado, há aqueles que não se sentem confortáveis não tendo ninguém ao seu lado e, por isso, não perdem a esperança em encontrar um parceiro de vida. Porém, algumas pessoas simplesmente conseguiram espantar qualquer alma viva de seu convívio, sendo a solidão o seu castigo.



Certos indivíduos não conseguem se relacionar, minimamente, haja vista sua personalidade difícil, sua relutância em abrir concessões de quaisquer tipos, sua língua afiada. Não é fácil relacionar-se com alguém, ainda mais hoje, quando o egoísmo parece ser a tônica dominante. Não muitos estão dispostos a abrir-se ao outro, a ouvir uma opinião diversa, a refletir sobre as próprias atitudes.




Conseguiremos conviver somente se estivermos dispostos a abrir mão de algo, a analisar nossa parcela de responsabilidade no que acontece, a ouvir alguém que não seja nós mesmos. Relacionamentos requerem compartilhamento, entrega, empatia e altruísmo, ou sempre haverá um lado da balança pesando demais. Isso tudo implica a consciência de que o raio de nossas ações vai muito além de nossos próprios jardins, ou seja, teremos que saber que não poderemos agir como bem quisermos o tempo todo, muito pelo contrário.




Por isso é que muitas pessoas passam a vida sozinhas, sem ninguém com quem possam contar de verdade. Viveram sempre desconfiadas de tudo e de todos, fechadas em si mesmas, querendo apenas agir de acordo com o que pensavam, sem abrir mão de nada por ninguém. Não iam às festas, porque não podiam perder a novela; não recebiam crianças de forma agradável, porque elas tiravam as coisas do lugar; não gostavam da prima, do cunhado, da vizinha, de ninguém enfim.



Obviamente, teremos que ter paciência com as pessoas, entendendo que há muitos comportamentos que podem ser mudados, quando nos dispusermos a ajudar, a chegar junto com carinho e sinceridade. Da mesma forma, muitos comportamentos podem ser tratados com ajuda de profissional competente. Mesmo assim, muitas pessoas não querem ser ajudadas, simplesmente porque acham que os outros é que devem mudar e não elas. Por isso é que permanecem sozinhas por toda uma vida, apesar de toda tentativa externa de levá-las para longe da solidão.

( Autor: MARCEL CAMARGO) 

Fonte da imagem: jamjoh/pixabay




0 comentários:

Amores de conveniência

21:20 Irismar Oliveira 0 Comments

Relacionamento



Amores de conveniência nos mandam embora 
quando as dificuldades começam a aparecer.

Quando tudo é festa, diz que ama, mas quando 
anoitece, desaparece. Sorri junto, celebra com, 
mas não partilha o choro e nem alivia a carga.




Um amante conveniente nunca se machuca, 
feridas não assolam covardes que pulam do 
barco na primeira tormenta.





O conveniente acha mais significativo se vingar 
do que perdoar, e assim comete erros horrendos, 
colossais.

Acha bonito ser ponte fixa e esquece que, sem 
flexibilidade toda estrutura se parte. Ele cobra dos
outros uma perfeição porque não sabe como ele 
mesmo é miserável.


  • Veja também: Cabelos e unhas Fracas?


Amores convenientes batem martelos em seus tribunais 
e querem nos condenar a seus infernos. Que eles tenham 
a chance de aprender a verdade sobre o amor e não 
precisem valorizar depois de ter perdido.




( Autoria Desconhecido- se alguém souber o nome do autor 
por favor deixe uma mensagem para que eu possa colocar)

Fonte da imagem: RyanMcGuire -Pixabay


0 comentários:

Mãe é presente de Deus

20:14 Irismar Oliveira 0 Comments

Dia das Mães


Mãe presente de Deus

Para completar o homem, Deus a fez mulher...
Mas para participar do milagre da vida, Deus fez a mãe.

Para liderar uma casa, Deus fez a mulher...
Mas para edificar um lar, Deus fez a mãe.

Para estudar, trabalhar e competir, Deus fez a mulher...
Mas para guiar a criança, Deus fez a mãe.



Para os desafios da sociedade, Deus fez a mulher...
Mas para o amor e carinho, Deus fez a mãe.

Para fazer aquele trabalho, Deus fez a mulher...
Mas para embalar o berço e construir um caráter,
Deus fez a mãe.

Para ser princesa, Deus fez a mulher...
Mas para ser rainha, Deus fez a mãe.




Você é o mais lindo presente de Deus para mim.
Eu quero ser uma dádiva de Deus pra você.

TE AMO MÃE!

(Autor Desconhecido)



Veja também





0 comentários:

A preocupação nunca tem qualquer valor

22:22 Irismar Oliveira 0 Comments

Preocupação


 Não Hipoteque o Teu Futuro


Jesus pergunta: Por que te deixas encher de preocupações quanto ao futuro? «O amanhã trará os seus cuidados; basta ao dia o seu próprio mal».

Se o presente já é ruim como é, por que ir ao encontro do futuro? Ir avante dia a dia já é por si e de si o bastante; contenta-te com isso. Preocupar-se com o futuro é, pois, completamente fútil e inútil; não realiza coisa alguma.a preocupação nunca tem qualquer valor, em absoluto. Isto se vê com especial clareza quando te dispões a encarar o futuro. 




À parte de qualquer coisa mais, é puro desperdício de energia, porque, por mais que te preocupes, nada poderás fazer a respeito. Em todo caso, as catástrofes ameaçadoras são imaginárias; não há certeza de que sobrevenham, e bem pode ser que jamais aconteçam.



Mas acima de tudo, diz o Senhor, não vês que ao te preocupares assim com o futuro, no presente, hipotecas o futuro? Deveras, o resultado da preocupação com o futuro é que te acabas lesando no presente; diminuis a tua eficiência no que diz respeito ao dia de hoje. . .

( Autor D. M. Lloyd Jones)


Veja também
Alivie os sintomas da menopausa de forma natural


0 comentários:

Colocar um ponto final em algumas coisas nos fortalece

20:51 Irismar Oliveira 0 Comments

ponto final




Creia...

Ponto final tanto liberta como fortalece!


Não tenha medo de colocar um ponto final
em qualquer coisa que você percebe que
não existe mais, que não tem valor, que
não te faz bem.

Existem certas coisas em nossas vidas
que não merece lugar mais uma vírgula,
apenas um ponto final.




É tolice nossa insistir em colocar virgula
nos lugares que devem ser colocado um
ponto final.


Uma coisa é certa...
Por mais que seja doloroso que seja
é melhor sofrer por colocar um ponto final,
do que VIVER sofrendo por insistir com as virgulas.

Creia...
Colocar ponto final nos  liberta
e também nos fortalece.

( by Irismar Oliveira)


0 comentários:

Conviver com gente chata envelhece

14:49 Irismar Oliveira 0 Comments

Sorriso

Afastar-se de gente chata rejuvenesce mais do que botox


O mundo já anda tão difícil e nós mesmos possuímos tantas questões pendentes com que lidar: para que envelhecer e ganhar cabelos brancos por conta de gente chata? Vamos cuidar da saúde física e da sanidade mental, junto a quem agrega amor, verdade e serenidade.


A cada dia que passa, mais aumenta a quantidade de pessoas que se prestam a desequilibrar qualquer ambiente em que adentram, seja no trabalho, nos pontos de encontros, seja pela internet. Infelizmente, para muitos, as redes sociais deram a liberdade de azucrinar a vida alheia, polemizando tópicos de qualquer tipo, intrometendo-se nas postagens dos outros, de maneira agressiva, na maioria das vezes.



É comum misturarem o que é individual com o que não deveria sê-lo, uma vez que, com frequência, algumas pessoas até atrelam questões de ordem pessoal a debates coletivos, tentando elevar ao nível filosófico problemas emocionais, baseados tão somente em juízos de valor. Nesse contexto, muitos culpam o mundo, por exemplo, por problemas que deveriam ser resolvidos junto a profissionais da psicologia. Da mesma forma, não raro se descontextualizam frases alheias, para, então, rotulá-las como impróprias, desvirtuando a real origem do que foi dito.




Logicamente, há que se combater qualquer forma de intolerância com as minorias, com os excluídos, com quem pensa e age na contramão dos ditames sociais. Há que se respeitar quem quer que seja, enquanto cidadão, pessoa, enquanto alguém que sente e tem o direito de viver suas verdades, caso não esteja ferindo ninguém por aí. E existe legislação que nos ampare nesse sentido. Mesmo assim, é necessário ponderar antes de acusar o outro de qualquer coisa, ou corre-se o risco de se instalar um ambiente de terror, em que ninguém mais abra a boca, por medo de ser mal interpretado.



Pior é quem polemiza qualquer questão, mesmo que não entenda minimamente sobre o assunto abordado, ou seja, tem gente que gosta de azucrinar, de perturbar as pessoas, sabe-se lá por que motivo. Quantos de nós não nos surpreendemos com um comentário agressivo e acusatório em uma postagem que fizemos apenas como higiene mental? Quantos de nós não ouvimos uma resposta agressiva de alguém a quem fizemos um questionamento simples e totalmente cordial? Quem nunca?





Não, de nada adiantará tentarmos argumentar com esse tipo de pessoa, pois jamais conseguiremos descer ao nível baixo com que costumam se dirigir aos outros. Como sempre, valerá a pena afastar-se de quem não se ajuda, tampouco quer ser ajudado, por mais que se tente. O mundo já anda tão difícil e nós mesmos possuímos tantas questões pendentes com que lidar: para que envelhecer e ganhar cabelos brancos por conta de gente chata? Vamos cuidar da saúde física e da sanidade mental, junto a quem agrega amor, verdade e serenidade. Nem mais.

( Autor Marcel Camargo )




Você já conhece a frutinha que é sensação para emagrecer? Ainda não?     Leia mais aqui GOJI BERRY

0 comentários:

O que eu não posso controlar, posso entregar a Deus.

09:31 Irismar Oliveira 1 Comments


EU NÃO POSSO CONTROLAR O QUE SINTO, MAS POSSO ENTREGAR O QUE SINTO A DEUS.


Eu quis ter o total controle das minhas emoções e sentimentos. mas aí é que está, eu não posso controlá-los. Posso controlar o que faço, mas não o que sinto. Talvez, seja por isso que grande parte das vezes em que sinto algo que não desejo sentir e me esforço para reprimir, como a ansiedade e até mesmo o medo do novo, as coisas começam a desandar. 



Deixe nas mãos do Senhor tudo o que você for fazer. Confie nEle de todo o coração e Ele fará o que for necessário. Salmos 37: 5

"Existe o momento certo para tudo, você é humana e precisa sentir. não reprima, só sinta e viva", foi praticamente isso o que uma amiga me disse. Tudo bem, eu posso não controlar o que sinto, mas posso entregar o que sinto a Deus. E é isso o que tenho feito.





O meu coração é complicado, afobado, teimoso (muitas vezes) e extremamente entregue ao que sente. Não sei, de fato, se isso é bom ou ruim, só sei que é preciso equilíbrio e sem Deus não sou capaz de conseguir isso.



É na ansiedade e em outros momentos não agradáveis que Ele precisa se aproximar e dizer: "Se acalma, não precisa disso", e o coração se acalma. Se acalma porque sabe reconhecer a voz de quem o cuida. Eu tenho aprendido mais sobre a paciência e confiança porque Deus está me ensinado Ainda tenho muito o que aprender. E quer saber? Estou no lugar certo. Estou com Ele, estou onde devo estar.

(Autora: Laureane Antunes)

Fonte da imagem: Pixabay.com


1 comentários:

O Poder da Generosidade.

13:13 Irismar Oliveira 1 Comments



A LARANJA

Senhor Juca estava trabalhando em seu pequeno pomar, quando descobriu entre as frutas verdes, uma bonita laranja, madura e apetitosa. Fazia calor e ele estava com sede. 

Por isso mesmo exclamou: 
- Que maravilha! Já tenho com o que me refrescar! 
E, muito contente, abriu o canivete, pronto para saborear a refrescante fruta. Porém, não chegou a descascar a bonita laranja. É que pensou na mulher e a imaginou cansada e suada perto do fogão.





- Pobrezinha! - murmurou pensativo - vou levar-lhe a primeira laranja de nosso pomar. A esposa recebeu o presente muito alegre. Entretanto, por sua vez, lembrou-se da filha, que não tardaria a voltar do ribeirão, onde estava lavando roupas. 



- Pobre pequena! - comentou ela - com esse calor, muito apreciará esta laranja! E isso dizendo, guardou a fruta para a filhinha. 

Quando a menina chegou, ficou muito contente ao receber a laranja. Mas, pensando no irmão que não demoraria a estar de volta da vila, aonde fora vender hortaliças, falou, decidida: 

- Ele voltará cansado e com sede. 
Com que prazer ele chupará esses gomos! 

E, já feliz com a ideia, correu a porteira a esperar o rapaz que logo apareceu, suado e cansado conforme ela previra. 

O irmão, satisfeito com a lembrança da menina, examinou a linda fruta, tomado de guloso interesse. 

Entretanto, quando se dispunha a descascá-la, lembrou se do pai e disse, contendo-se: - É o nosso bom velho que deve saboreá-la. Ele é quem trabalha sem descanso no pomar, e foi ele que plantou a árvore que deu tão bela fruta.



E sem vacilar foi ao encontro do pai que, comovido, agradeceu o carinho da lembrança, sem tecer, no entanto, maiores comentários. 

Naquela mesma tarde, porém, depois do jantar, ainda reunidos em torno da mesa, Juca agradeceu a Deus a felicidade que reinava em seu modesto lar. 



Depois, ante a surpresa da família, colocou num prato a bonita, madura e apetitosa laranja, e todos puderam se deliciar com os gomos da refrescante fruta que encontrara no pomar.

"Aquele que não sabe repartir não sabe amar." (d.a.)



1 comentários:

Desabafando com Deus

09:26 Irismar Oliveira 0 Comments

Desabafo


No divã com Deus

Sabe doutor Deus, não queria vir aqui hoje
afinal eu não sou louco, eu só estou aqui 
para deitar e falar, pelo menos sei se
o Senhor me escuta.

O meu problema é com o passado, eu não

consigo entender que o passado passou, 
ele sempre volta, são tantos os fantasmas 
que vem me atormentar. Não era assim 
que eu queria viver.




𝐒𝐞𝐫á 𝐪𝐮𝐞 𝐡á 𝐔𝐦 𝐫𝐞𝐦é𝐝𝐢𝐨 𝐩𝐚𝐫𝐚 𝐚𝐬 𝐝𝐨𝐫𝐞𝐬 𝐞𝐦𝐨𝐜𝐢𝐨𝐧𝐚𝐢𝐬 𝐝𝐨 𝐩𝐚𝐬𝐬𝐚𝐝𝐨?


Sabe doutor Deus, não queria vir aqui hoje

Afinal eu não sou louco, eu só estou aqui para 
deitar e falar, pelo menos sei que o Senhor me 
escuta.





O meu problema é com o presente, eu não consigo
entender como posso cometer tantos erros, são tantos 
que nem posso te enumerar.. Não era assim que eu 
queria estar.


𝐒𝐞𝐫á 𝐪𝐮𝐞 𝐡á 𝐔𝐦 𝐫𝐞𝐦é𝐝𝐢𝐨 𝐩𝐚𝐫𝐚 𝐚𝐬 𝐝𝐨𝐫𝐞𝐬 𝐞𝐦𝐨𝐜𝐢𝐨𝐧𝐚𝐢𝐬 𝐝𝐨 𝐩𝐫𝐞𝐬𝐞𝐧𝐭𝐞?


Sabe doutor Deus, não queria vir aqui hoje afinal 

eu não sou louco, eu só estou aqui para deitar e 
falar, pelo menos sei que o Senhor me escuta.
O meu problema é com o futuro, eu não consigo
Entender que o futuro ainda aconteceu, ele sempre 
existe e nunca se apresenta como bom. Não era isso 
que eu queria esperar.






𝐒𝐞𝐫á 𝐪𝐮𝐞 𝐡á 𝐔𝐦 𝐫𝐞𝐦é𝐝𝐢𝐨 𝐩𝐚𝐫𝐚𝐬 𝐝𝐨𝐫𝐞𝐬 𝐞𝐦𝐨𝐜𝐢𝐨𝐧𝐚𝐢𝐬 𝐝𝐨 𝐟𝐮𝐭𝐮𝐫𝐨?


Filho, eu não receito remédios, mas os seus 

problemas com o passado, eu quero te dizer 
que eu já esqueci tudo que me contou.
Para os seus problemas com o presente, te digo: 
Esta é a sua hora de recomeçar. E quanto aos 
seus problemas com o futuro e só você lembrar 
que ele está em minhas mãos.

Dica: Separamos para você 2 livros excelentes



Tivestes fé para deitar aqui e me deixar te ouvir 

então tens fé para seguir em frente e viver.
Quanto ao valor da consulta pague com 
uma vida de generosidade e felicidade.


( Autor: William Vicente Borges)


0 comentários:

Cuide de quem decidiu ficar

14:38 Irismar Oliveira 0 Comments

Amizades


Amigos. Amores. Até mesmo estranhos desconhecidos. Saiba cuidar de quem permanece ao seu lado. Principalmente em tempos onde todos parecem querer partir.



Saiba reconhecer o valor de quem te procura não apenas quando precisa, mas também por desejar a sua companhia. De quem sabe estar presente nos instantes alegres, mas também nas angústias e tristezas de domingo.




Amigos e amores que estendem a mão não apenas para pedir, mas também para compartilhar. Preserve bem estes. Saiba ser recíproco. Porque partir e se ausentar é sempre tão mais fácil. É o que tantos e tantas fazem nestes dias.



Deixam disponíveis somente as horas que lhes convêm, nada além disso. Nunca capazes de responder uma mensagem. De ouvir um desabafo. De dividirem o silêncio. Cuide de quem escolheu ficar. Principalmente quando tantos só sabem partir.

Cuide de quem decidiu ficar

( Autor: Mathue Jacob: Homem Que Sente


Fonte da imagem: Pixabay



Dificuldade em preparar refeiçoes para quem intolerância a lactose? Veja aqui: Receitas com zero Lactose

0 comentários:

Hoje consigo entender que amor não é atração.

09:53 Irismar Oliveira 0 Comments

casamento


Enquanto ela dormia, um sono pesado, eu beijava suas costas e acariciava os seus cabelos. Assim, encantado, me dilui em gratidão. Pensei em todas as crises, todas as tormentas que enfrentamos.

Ambos tivemos muitos motivos para partir, mas resolvemos ficar e lutar. Cada um errou do seu jeito e no seu tempo. E quando isso aconteceu, decidimos que não nos tornaríamos algozes um do outro, perdão e seguir.  Entre nós, tudo era perdoável. Fazemos isso quando acreditamos que o outro vale a pena.




Às vezes olhamos para o que nos falta e não conseguimos perceber que temos muito mais do que sonhávamos.

Apertei seu corpo quente contra o meu, esfreguei minha face em sua pele... ela dormia. Era um momento só meu. Ela nem podia imaginar como estava minha cara de bobo. -Meu Deus! Muito obrigado por ter nos dado forças para aprender a conviver com nossas limitações.





Hoje eu consigo entender que amor não é atração, nem paixão, muito menos conveniência. Amor e abraçá-la, sentir o seu cheiro, velar seu sono, cuidar de sua vigília, é fazer qualquer coisa, desde que seja com ela... E até quando ela me irrita, isso é amor!

( Autor Andrade Moraes)

0 comentários:

Nem sempre a vida é como desejamos.

11:31 Irismar Oliveira 0 Comments

vida


A VIDA NEM SEMPRE É COMO DESEJAMOS 



Nem sempre a vida é como desejamos.
Haverá dias difíceis, momentos 
ruins, encontros que vão nos 
causar dores, haverá alguns 
desencontros e uns punhados
de desentendimentos. 


Porém...
É certo que haverá dias bons e 
agradáveis. É certo que sempre 
seremos surpreendidos com belos 
encontros nesta vida.




E são esses belos encontros que 
vão trazer novas sementes para
florir a nossa jornada.

Nos dias difíceis, nos dias de 
desencontro ou nos encontro ruins,
lembre-se das boas sementes que 
você vai encontrar pelo caminho.

Essas sementes tem o poder de
renovar a vida e nos surpreender
tremendamente.


[ by Irismar Oliveira]

Fonte da imagem: Pixabay




0 comentários: